Ads Top

Itapiúna e mais 169 Municípios serão contemplados com o Programa Criança Feliz


Lançado pelo Governo Federal em outubro de 2016, o Programa Criança Feliz tem como objetivo fortalecer vínculos afetivos e familiares por meio do desenvolvimento humano, através do acompanhamento e evolução infantil integral na primeira infância, além de promover o acesso de gestantes, crianças e suas famílias a políticas e serviços públicos.

O Programa Primeira Infância no SUAS – Criança Feliz vai contemplar 170 Municípios cearenses e na Região Maciço de Baturité serão beneficiadas as cidades de Acarape, Aracoiaba, Aratuba, Barreira, Baturité, Capistrano, Guaramiranga, Itapiúna, Mulungu, Ocara, Pacoti, Palmácia e Redenção.

Criança Feliz

Para a implantação do Programa Criança Feliz no Ceará, a União disponibilizará recursos na ordem de R$ 1.165.154,00. Primeira ação do Programa no Estado, foi a realização do Seminário Estadual Intersetorial de Implantação do Programa Primeira Infância no SUAS – Criança Feliz, realizado nesta quarta-feira (7). O encontro aconteceu no auditório da Receita Federal em Fortaleza e reuniu secretários de Assistência Social e técnicos dos 170 municípios participantes do Programa, nos quais serão atendidas 30.200 crianças e gestantes.

Foco na Primeira Infância

Lançado pelo Governo Federal em outubro de 2016, o Programa Criança Feliz tem como objetivo fortalecer vínculos afetivos e familiares por meio do desenvolvimento humano, através do acompanhamento e evolução infantil integral na primeira infância, além de promover o acesso de gestantes, crianças e suas famílias a políticas e serviços públicos.
Segundo o MDSA, em todo o País, 2.547 municípios já participam do Criança Feliz. Coordenado pela pasta, o programa vai promover o desenvolvimento integral infantil e, para isso, prioriza gestantes e as crianças de 0 a 3 anos beneficiárias do Bolsa Família e as de até 6 anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC). O Criança Feliz deve acompanhar aproximadamente um milhão de crianças em 2017 e até quatro milhões ao final de 2018.

Principais ações

Além do Seminário, estão previstos capacitação e treinamento de equipes municipais para posterior início de visitas domiciliares às famílias, principais pilares do programa junto das ações intersetoriais. Os visitadores orientarão as famílias sobre cuidados essenciais durante os primeiros anos de vida e avaliarão o ambiente familiar no geral, identificando fatores capazes de comprometer o desenvolvimento integral da criança. Essa ação estabelecerá um vínculo entre famílias e serviços de assistência social, saúde, educação, cultura e defesa de direitos humanos, já disponibilizados pela União, pelos Estados e pelos municípios.

O Programa Criança Feliz será implementado em parceria com Estados e municípios. As visitas domiciliares serão realizadas por equipes municipais, que serão capacitadas pelas equipes estaduais. O Governo Federal é responsável por disseminar a metodologia, estabelecer as diretrizes gerais e os protocolos nacionais e financiar essas ações.


Com informações da Aprece
Tecnologia do Blogger.