Tem início o recadastramento biométrico em Itapiúna

Nessa semana teve início o cadastramento Biométrico no posto de atendimento que funciona no Fórum de Itapiúna, na Rua Joaquim Clementino Silva.

O cadastramento biométrico é realizado para dar maior segurança à identificação do eleitor no momento da votação.
Durante os trabalhos, são capturadas as impressões digitais dos dedos das mãos do eleitor, colhida sua assinatura e tirada uma foto. Esse momento é importante também para atualizar os dados cadastrais (endereço, telefone para contato, etc).
Com o cadastramento biométrico, o eleitor passa a se identificar apondo sua digital no microterminal da urna eletrônica, não precisando mais aditar sua assinatura no Caderno de Votação.
Visando o conforto dos eleitores que comparecem a uma unidade da Justiça Eleitoral, foi criado o Sistema de Agendamento, por meio do qual o eleitor pode marcar a data e a hora do seu atendimento. Para utilizá-lo, acesse diretamente o sistema de agendamento, a qualquer momento, ou ligue para o nº 148, de segunda a sexta-feira, de 7 às 19h. Para o agendamento, é preciso ter em mãos o número do título de eleitor. Acesse aqui a consulta ao título.

O eleitor poderá deverá comparecer até o dia 18 de março de 2016, para realizar a biometria.

Cadastramento é Obrigatório em Itapiúna

Em alguns municípios do Estado, o cadastramento biométrico é obrigatório, ou seja, o não comparecimento do eleitor, dentro do prazo estabelecido pelo TRE, resulta no cancelamento do seu título. O cadastramento biométrico obrigatório acontece naquelas Zonas Eleitorais que, por determinação da Corregedoria Regional Eleitoral, entram em processo de Revisão de Eleitorado. Mesmo os eleitores com voto facultativo – menores com idade entre 16 e 17 anos e maiores de 70 anos de idade – devem comparecer se desejarem continuar votando e para evitar transtornos causados pelo cancelamento dos seus títulos de eleitor. 


DOCUMENTOS NECESSÁRIOS

O requerente deverá comparecer ao local de atendimento portando documento de identificação original, comprovante de residência original, título eleitoral (se tiver) e CPF (se tiver).
Para a operação de alistamento (primeira vez), o maior de dezoito anos e menor de 45 anos, do sexo masculino, deverá apresentar também o comprovante de quitação com o serviço militar.
São documentos de identificação aceitos para o atendimento:
Carteira de Identidade ou carteira emitida pelos órgãos criados por lei federal, controladores do exercício profissional;
Carteira de Trabalho e Previdência Social;
Passaporte modelo antigo (cor verde);
Passaporte modelo novo (cor azul), acompanhado de outro documento oficial que informe os dados de filiação;
Carteira Nacional de Habilitação (modelo atual), acompanhada, em caso de alistamento (primeira vez), de outro documento oficial que informe a nacionalidade.

Observação: 

Na falta de documento de identificação com foto, poderá ser apresentada certidão de nascimento ou de casamento, hipótese em que a entrega do título eleitoral só será realizada quando o eleitor apresentar, ao cartório eleitoral, um dos documentos acima mencionados.
São comprovantes de residência aceitos para o atendimento:
Contas de luz, água ou telefone em nome do eleitor ou parente, emitidos ou expedidos nos 3 (três) meses anteriores ao comparecimento ao local de atendimento;
Envelopes de correspondência ou nota fiscal de entrega de mercadoria em nome do eleitor ou parente, emitidos ou expedidos nos 3 (três) meses anteriores ao comparecimento ao local de atendimento;
Contracheque ou cheque bancário em que constem endereço e nome do eleitor;
Contrato de locação vigente, em nome do eleitor ou parente no respectivo município;
Declaração da escola comprovando a matrícula, do eleitor ou de filho(s) do mesmo no respectivo município.

Observações:
Os documentos comprobatórios de domicílio poderão ser utilizados pelo eleitor, seu cônjuge, filhos, tutelados ou sob guarda, e descendentes, desde que comprovem essa situação, sendo obrigatoriamente, originais.

O juiz eleitoral poderá, se julgar necessário, exigir o reforço, por outros meios de convencimento, da prova de residência.

Editor Chefe Marcelino Martins

Graduando do Curso de Marketing e pós-graduando no curso de Gestão Estratégica em Marketing Digital.
Facebook: http://www.facebook.com/marcelinoitapiunanews