Conta de luz pode ficar mais barata

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou a redução dos valores referentes às bandeiras tarifárias amarela e vermelha. Essas bandeiras são aplicadas quando fica mais caro produzir energia e o efeito final é uma conta de luz mais alta para o consumidor. Em reunião extraordinária, na terça-feira (26), ficou estabelecido que a diminuição dos valores das bandeiras é válida a partir de fevereiro.

A bandeira vermelha passará a ter dois patamares: R$ 3,00 e R$ 4,50, aplicados a cada 100 kWh (quilowatt-hora) consumidos. A bandeira amarela cai de R$ 2,50 para R$ 1,50, a cada 100 kWh.
A decisão desta terça foi baseada em estudos da Superintendência de Gestão Tarifária da Aneel. A agência divulga na sexta-feira (29) a bandeira tarifária a incidir sobre as contas de luz de fevereiro. Desde março de 2015 está em vigor a a bandeira vermelha, o que significa conta de luz mais cara.
Bandeiras tarifárias
As bandeiras tarifárias coloridas (verde, amarela e vermelha) foram criadas para informar o consumidor a respeito dos custos que são repassados à conta de luz com o acionamento de usinas termelétricas, que geram uma energia mais cara e são ligadas quando as hidrelétricas produzem menos por causa do baixo nível de seus reservatórios.
 A medida vale a partir de 1o. de fevereiro de 2016 e a bandeira vigente para esse mês, e seu patamar caso seja vermelha, serão conhecidos no dia 29 de janeiro. O calendário de divulgação da bandeira está disponível abaixo:
Calendário de divulgação das bandeiras tarifárias

Editor Chefe Marcelino Martins

Graduando do Curso de Marketing e pós-graduando no curso de Gestão Estratégica em Marketing Digital.
Facebook: http://www.facebook.com/marcelinoitapiunanews