Papa Francisco: "Vou à África como mensageiro de paz e reconciliação"

O Papa Francisco saudou, nesta segunda-feira (23/11), em duas mensagens em vídeo, os povos do Quênia, Uganda e República Centro-Africana, nações que o pontífice visitará a partir de quarta-feira até o próximo dia 30.

“Envio a todos vocês e suas famílias uma palavra de saudação e amizade”, disse o Papa na mensagem enviada ao Quênia e Uganda.
“Venho como um ministro do Evangelho para proclamar o amor de Jesus Cristo e sua mensagem de reconciliação, perdão e paz. A minha visita tem como objetivo confirmar a comunidade católica na fé em Deus e no testemunho do Evangelho, que ensina a dignidade de cada homem e mulher, e nos recomenda a abrir os nossos corações aos outros, especialmente aos pobres e necessitados”, frisou ainda o Pontífice
Compreensão e o respeito
Francisco deseja encontrar todas as pessoas do Quênia e Uganda e oferecer-lhes uma palavra de encorajamento. “Estamos vivendo um tempo em que os fiéis de todas as religiões e pessoas de boa vontade são chamados a promover a compreensão e o respeito recíproco, e a ajudar uns aos outros como membros da mesma família humana. Um momento especial de minha visita será marcado pelos encontros com os jovens, que são a sua riqueza principal, e a nossa esperança promissora por um futuro de solidariedade, paz e progresso”, disse ainda o Santo Padre. 
Francisco agradece a todas as pessoas que estão trabalhando na preparação de sua visita. “Peço a cada um para rezar a fim de que a minha estada no Quênia e Uganda seja fonte de esperança e estímulo para todos”, sublinhou.
Mensageiro de paz
O Papa saudou com afeto, na segunda mensagem, os irmãos e irmãs da República Centro-Africana. “É a primeira vez que visito o continente africano, lindo e rico por sua natureza, povos e culturas. Espero fazer grandes descobertas e encontros enriquecedores”, falou o Pontífice.
Futuro mais justo e sereno
“Este querido país está vivendo há muito tempo uma situação de violência e insegurança. O objetivo da minha visita é sobretudo levar, em nome de Jesus, consolo e esperança. Espero de coração que a minha visita possa contribuir, de uma forma ou de outra, a atenuar as feridas e favorecer as condições por um futuro mais sereno para a República Centro-Africana e todos os seus habitantes”, sublinhou Francisco.
Citando o tema desta viagem, “Passemos para o outro lado”, o Papa disse que este é um tema que “convida as nossas comunidades cristãs a olharem adiante com determinação e encoraja cada um a renovar a própria relação com Deus e com os irmãos a fim de construir um mundo mais justo e mais fraterno”. 
Ano Jubilar da Misericórdia
“Terei a alegria de abrir para vocês o Ano Jubilar da Misericórdia que espero seja para cada um ocasião de perdão autêntico, ocasião para receber e doar, e de renovação no amor.”
“Venho entre vocês como mensageiro de paz. Desejo promover o diálogo inter-religioso a fim de incentivar a convivência pacífica em seu país: sei que isto é possível porque somos todos irmãos”, concluiu Francisco. (MJ)
Com informações da Rádio Vaticano

Editor Chefe Marcelino Martins

Graduando do Curso de Marketing e pós-graduando no curso de Gestão Estratégica em Marketing Digital.
Facebook: http://www.facebook.com/marcelinoitapiunanews