Ads Top

Centro de Apoio à Criança de Itapiúna foi grande vencedor na premiação Regional do Nordeste do prêmio Itaú-Unicef de 2015

Nesta segunda-feira, dia 5, foi realizada a solenidade de premiação do Itaú-Unicef da Regional Recife, que compreende os Estados da região nordeste do país. O prêmio busca identificar, reconhecer e estimular parcerias entre organizações da sociedade civil (OSCs) e escolas públicas no desenvolvimento de projetos socioeducativos que contribuam com as políticas públicas de Educação Integral para crianças, adolescentes e jovens em condições de vulnerabilidade socioeconômica.


A premiação foi dividida nas seguintes categorias micro, pequeno, médio e grande porte, vencedores:

Projeto Humanizarte: Arte, Cultura e Cidadania, parceria com Associação Cultural Arte Viva e E.M Amélia Ribeiro Oliveira, da cidade de Jequié da Bahia.

Projeto Diversidade Cultural de Ponto a Ponto da Associação Cultural Filho da Terra – Iracema / Ceará.

Projeto Ecomuseu de Maranguape e Escola Municipal José de Moura na Educação Integral da Comunidade Local da Fundação do trabalho Educacional com Recursos Renováveis e Arte – Maranguape / Ce.

Projeto Cantos e Encantos da Cidadania do Centro de Apoio à Criança (Ceacri) de Itapiúna, em parceria com Escola Recanto da Criança. O projeto oferece oficinas de dança, teatro, esportes, música, pintura, colagem, confecção de jogos e brinquedos com material reciclável, inclusão digital e comunicação social e comunitária a 230 crianças e adolescentes de 6 a 18 anos.
Além desse prêmio o projeto do Ceacri já foi contemplado nos editais de 2014 e 2015 do Criança Esperança e recebeu apoio financeiro e assessoria técnica. Com mais esse reconhecimento é a prova irrefutável de um trabalho sério e competente em prol das crianças e adolescentes de Itapiúna, mostrando que de um jeito simples de valorizar a vida é capaz de fazer a diferencia na sociedade. O evento contou com a presença do Gestor do Centro de Apoio à Criança, Erivaldo Paiva e Representando a Escola Recanto da Criança, esteve a Professora Dirlane Maria.

Cada uma das organizações da sociedade civil (OSCs) e das escolas públicas parceiras responsáveis pelos quatro projetos vencedores desta regional receberá, como prêmio, o valor de R$ 25 mil. No caso das OSCs, o prêmio em dinheiro deverá ser destinado exclusivamente para a manutenção ou ampliação do projeto, e, no caso das escolas, para o fortalecimento e a ampliação das ações de educação integral.

Sobre o Prêmio:

Com o tema Educação integral: aprendizagem que transforma, a 11ª edição do Prêmio Itaú-Unicef teve 1.947 projetos inscritos em todo o Brasil.
O Prêmio é uma iniciativa da Fundação Itaú Social e do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), com coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec).
Foi criado em 1995 e, ao longo desses 20 anos, vem reconhecendo projetos socioeducativos que, articulados com escolas públicas, são voltados ao desenvolvimento integral de crianças, adolescentes e jovens.
Tecnologia do Blogger.