Bandeira vermelha da conta de luz terá redução de 18%

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou na sexta-feira a redução de 18% no valor da tarifa da Bandeira Vermelha, que indica custo mais alto de geração de energia.


Com a decisão, o valor adicional para cada 100 kilowatt-hora consumido cai de R$ 5,50 para R$ 4,50, o que para os consumidores corresponderá a uma redução de pontos percentuais no valor da conta de luz. A mudança entra em vigor a partir de 1º de setembro e vale até 31 de dezembro.

A decisão foi motivada pela redução do custo de produção de energia a partir do desligamento de 21 termoelétricas com custo variável unitário maior que R$ 600 reais por megawatt-hora, aprovado no início deste mês.

Apesar de o pedido das distribuidoras para que o valor da bandeira fosse mantido devido ao aumento dos custos da geração, a diretoria da Aneel entendeu que o uso das bandeiras deve refletir, essencialmente, o cenário de disponibilidade da geração de energia e não os problemas de caixa das distribuidoras.

Mesmo com o alívio na conta de luz, o diretor-geral da Aneel, Romeu Rufino, ressaltou que a redução na tarifa da bandeira vermelha não representa melhoria no quadro de geração de energia do país.

O sistema de bandeiras tarifárias, em vigor desde janeiro, permite o repasse mensal aos consumidores de parte do gasto extra das distribuidoras com o aumento do custo da eletricidade.

Agência Brasil

Editor Chefe Marcelino Martins

Graduando do Curso de Marketing e pós-graduando no curso de Gestão Estratégica em Marketing Digital.
Facebook: http://www.facebook.com/marcelinoitapiunanews