Homenagem ao centenário de Gonzagão: exposição da natureza do Nordeste

Entre as atrações culturais da 61ª
Expocrato, está a exposição
“(en)cantos: Natureza e Cultura do
Araripe na obra de Luiz Gonzaga”. O
atrativo aos visitantes é que além das
peças de roupas, tipicamente
nordestina, que o cantor usava em
suas apresentações, a natureza do
Cariri, retratada por ele em suas
composições. A exposição vai até o
próximo domingo, (15), das 10 da
manhã, às 22 horas, no stand da
Universidade Regional do Cariri
(URCA).
As 500 músicas gravadas por Luiz
Gonzaga estão escritas na linha que
traça a trajetória da exposição. No
meio do caminho, o encontro com os
artesãos do barro, do couro e madeira
da região. Os filmes expõem a
confecção do artesanato produzido na
região. A composição “Eu Vou Pro
Crato” diz que o cantor vai “tomar
banho na nascente, na subida do
Lemeiro, tomo um trago de
aguardente”. A nascente a que a
canção se refere é mostrada por fotos
e desenhos. No painel onde podem ser
vistas paisagens da região, como a
cachoeira de Missão Velha, a música
relacionada como inspiração leva o
ouvinte a acompanhar a letra e a
imagem ao mesmo tempo.
Segundo uma das curadoras da
exposição, a historiadora Sandra
Nancy, o objetivo é mostrar essa
interface do artista, por meio da sua
forte relação com o Cariri. Conforme a
curadora, a exposição foi concebida
com múltiplas linguagens da arte, o
que evidencia a relação existente
entre a cultura e a natureza, no
contexto do Geopark Araripe, figurada
na produção do cantor pernambucano.
Os visitantes também poderão
conhecer as fantasias usadas pela
Escola de Samba Unidos da Tijuca, no
Carnaval 2012, que este ano também
homenageou o centenário do cantor,
em seu desfile na Marquês da
Sapucaí.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Secretaria do Desenvolvimento Agrário

Editor Chefe Marcelino Martins

Graduando do Curso de Marketing e pós-graduando no curso de Gestão Estratégica em Marketing Digital.
Facebook: http://www.facebook.com/marcelinoitapiunanews