Volume acumulado nos reservatórios cearenses garante segurança hídrica.

Dos 138 açudes monitorados pela
Companhia de Gestão dos Recursos
Hídricos - Cogerh, em parceria com o
Departamento Nacional de Obras
Contra as Secas (Dnocs), 11 açudes
apresentam volume acima de 90%,
são eles: Gavião (92,81%), no
município de Pacatuba, Tijuquinha
(95,36%), no município de Baturité,
Quandu (99,01%), no município de
Itapipoca, Orós (92,54%), no
município de Orós, Trussu (94,43%),
no município de Iguatu, Olho D´água
(90,13%), no município de Várzea
Alegre, Rosário (93,33%), no
município de Lavras da Mangabeira,
Tatajuba (92,24%), no município de
Icó, Ubaldinho (97,33%), localizado no
município de Cedro, Valério (98,97%),
localizado no município de Altaneira, e
Muquém (98,59%), no município de
Cariús.

Outros nove açudes apresentam
volume acima de 80%, dentre eles:
Cachoeira (81,27%), no município de
Aurora, Quixeramobim (83,64%), no
município de Quixeramobim,
Diamanete (84,05%), no município de
Coreaú, e Aracoiaba (84,38%), no
município de Aracoiaba.
Vinte e cinco açudes apresentam
volume abaixo de 30%, dentre os
quais: Pirabibu (15,51%), localizado no
município de Quixeramobim, Cupim
(25,4%), reservatório do município de
Independência, São Domingos
(27,77%), localizado no município de
Caridade, Várzea do Boi (18,44%),
reservatório localizado no município de
Tauá, Madeiro (11,96%), localizado no
município de Pereiro, e Jenipapeiro II
(10,95%), localizado no município de
Baixio.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Cogerh.

Editor Chefe Marcelino Martins

Graduando do Curso de Marketing e pós-graduando no curso de Gestão Estratégica em Marketing Digital.
Facebook: http://www.facebook.com/marcelinoitapiunanews