Itapiúna 55 anos de emancipação política - conheçar um pouco dessa história.


Origem




Imigrantes vindos do Rio Grande do Norte para a então Fazenda Castro, deram origem a um povoado.
O município deve sua fundação ao esforço de um ilustre filho, Tenente José Joaquim Oliveira, que com sua personalidade penetrante conseguiu das autoridades impereriais que a Fazenda Castro fosse incluída no roteiro da estrada de ferro de Baturité, a qual demandava ao Sul do estado. Graças a esse evento a passagem da ferrovia às margens da fazenda, diversos imigrantes vieram juntar-se às familias que já habitavam aqui. Desde então a fazenda passou a pertencer ao município de Baturité.
Em 1933, o decreto n° 1.156, elevou a localidade de Castro a categoria de Distrito, pertencente ao município de Baturité.
Mais tarde, devido a um serrote de pedras pretas - denominado de Serrote Preto, resolver-se muda a denominação de Fazenda Castro para Itaúna, mas para facilitar a tramitação correspondência postal, em virtude de haver, uma cidade mineira com o mesmo nome corvencionou-se mudar a denominação do município para Itapiúna de origem tupi-guarani que quer dizer Pedra-Miúda-Preta (Ita: pedra; Pi: miúda; Una: preta).
Diário oficial - Estado do Ceará - Brasil, lei n° 3.599, de 20 de maio de 1957- gov. Dr. Flavio Portela; cria o município de Itapiúna, estabelece a sua área territorial e da outras providências.
O governo do Estado do Ceará: Faço saber que a Assembléia legislativa decreta e eu sanciono e promulgo a seguinte lei: Art. 1° - É criado o município de Itapiúna com sede na vila do igual nome, a qual paço a categoria de cidade.
Art. 2° A área do novo município mencionado no artigo anterior compreenderá o distrito sede e mais distritos de Caio Prado, Itans e Palmatória...
Mas instalação do Município se deu no dia 23 de junho de 1957, a partir de então, o município passou a ser independente.

A única atração da cidade naquela época era a estação de trem, localizada emfrente à praça local onde todos se encontravam.
O único meio de comunicação era a carta e o telégrafo, que eram enviados e tragos por intermédio de trens. O primeiro telégrafo foi o Antônio Cabral. O correio era próximo à estação e a senhora Ana era responsavel pelo correio.

Artesanato de Itapiúna

Pintura em tecido,croche,bordado, acessorios de palhas (bolsa,esteiras,chapéu...) lapidação de pedras semipreciosas, panelas,potes e trabalho com argila.

Gastronomia

A culinária itapiunense baseia-se em comidadas típicas da região: pamonha,baião-de-dois com peixe e canjica, pratos com carnes suínas e bovinas, pé-de-moleque,tapioca,beiju,paçoca,cuscuz,mungunzá,feijão,panelada e buchada.
Frutas tropicais: caju,mamão,manga,pepino,ata,goiaba...


Turismo

* Bica de Cajuás: É um ponto turístico onde encontramos uma cachoira permanente, onde pessoas vão visitar para verem e sentirem as belezas naturais.
* Lages: É localizado no distrito de Itans. As lages é um ponto turístico somente na época de chuvas quando ocorre a cheia do rio.



véu de noiva

* Barragem: É o principal ponto turístico de Itapiúna, começou a ser construído na gestão do prefeito José Bezerra Campelo, um prnjeto estadual que teve sua conclusão em 1995 na gestão de Joaquim Clementino. A mesma dispõe do "véu de noiva".






barragem




véu de noiva








véu de noiva 


Aspecto físico de Itapiúna
Itapiúna estar localizada na microrregião de Baturité, a sua área é de 562 km. Mesorregião Norte cearense sua altitude da sede é de 133 m, coordenadas da sede: Latitude- 04' 33' 52', Longitude- 38' 55' 20'. Sua temperatura média varia de 28° a 38° c. Solo tipicamente cristalino. Vegetação: predominante da caatinga, porém com ocorrência de vegetação de serra (cajuas).

Recursos Hídricos
Itapiúna possuí recursos hídricos de real importância para a sua independência econômica. O vale do Rio Choro com suas potencialidades agriculturáveis; a Barragem Castro que abastece o município.

Aspectos Econômicos
A economia itapiunenense é basicamente na agricultura, por conseguinte, em período de seca depende exclusivamente do poder público. A indústria é basicamente inexistente e o comercio não atende totalmente ás exigências da comunidade.

Atividades Pecuárias
Diversificam-se na criação de vários tipos de rebanhos:bovinos,asininos,muares,eqüinos,suínos,caprinos,ovinos,galinha,perus,patos,marrecos e gansos, resultando numa considerável produção de leite e de ovos.


Hino de Itapiúna




Da raiz chamou-se de Fazenda Castro


Do serrote mudou para Itaúna


Hoje o povo aclama forte o teu nome Itapiúna,Itapiúna,Itapiúna.


A natureza criou teu novo nome


Surgiu uma pedra forte, miúda e preta


Denominou-se então, Itapiúna


Terra forte da Pátria Brasileira.


Itapiúna,Itapiúna,Itapiúna


Bela terra e cidade hospitaleira


Do imigrante fez o teu futuro


Atua origem a tua beleza


Itapiúna,Itapiúna,Itapiúna.


Tua glória é o nosso trabalho


Somos a base que construiu o teu


Progresso


Os heróis que por estar terra lutam


Deixam frutos, bom trabalho e sucesso.


No subsolo há riqueza mineral


No campo há carnaúba, o algodão


Nos rios corrente as águas que te


Cercam,


Trabalha o homem e o vaqueiro e o vaqueiro do Sertão.


Itapiúna,Itapiúna,Itapiúna


Itapiúna,Itapiúna,Itapíúna.





Letra de Francisco Ednou Gomes


Musica de José Ferreira Barros (Zé Pretinho)









Fonte: fotos da barragem são do http://fabiano-soares.blogspot.com

Editor Chefe Marcelino Martins

Graduando do Curso de Marketing e pós-graduando no curso de Gestão Estratégica em Marketing Digital.
Facebook: http://www.facebook.com/marcelinoitapiunanews