Mais de R$ 1,2 bilhão são investidos no combate aos efeitos da estiagem.


Os Governos Federal e
Estadual, juntamente com as
prefeituras cearenses passam
a desenvolver
conjuntamente as ações para
amenizar os efeitos da
estiagem no Estado, através
do Comitê Integrado de
Combate à Seca. Nesta
quarta-feira (02), o
governador Cid Gomes e o
ministro da Integração
Nacional, Fernando Bezerra, assinaram
o decreto para instalação do Comitê no
Ceará. Para o Governador, é
“fundamental que as ações sejam
integradas”. “É muito importante
também que o Comitê não só
coordenará, como dará mais
transparência a qualquer ação no
âmbito da seca no Ceará”, destacou.
Durante o lançamento, Cid Gomes
destacou os recursos investidos pelos
Governos Federal e Estadual no
combate à estiagem. São R$ 163
milhões para o Seguro Safra (240 mil
inscritos no Ceará), R$ 24 milhões
para o Bolsa Estiagem (cerca de 60 mil
pessoas beneficiadas), R$ 200 milhões
para sistemas simplificados de
abastecimento de água e cisternas de
placa, R$ 460 milhões na primeira
etapa do Cinturão das Águas, mais R$
426,56 milhões em diversas ações
voltadas para a agricultura e
abastecimento de água. “Essas são
ações fundamentais que fazem com
que diminuam os fenômeno social da
seca”, disse Cid.
O Governador lembrou que no mês de
junho será inaugurada a 4ª etapa do
Eixão das Águas e em setembro a 5ª
etapa do Eixão. “Esse é atualmente o
maior sistema de integração de bacias
da América Latina e já garante água
para a Região Metropolitana de
Fortaleza e o Complexo Portuário do
Pecém. Nós estamos trabalhando para
a segurança hídrica do Estado e temos
a capacidade de acumular 18 bilhões
de metros cúbicos. Isso é seis vezes
mais que um estado equivalente ao
Ceará pode acumular. Não estamos
sendo pegos de surpresa”, ressaltou.

Fonte: Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado

Editor Chefe Marcelino Martins

Graduando do Curso de Marketing e pós-graduando no curso de Gestão Estratégica em Marketing Digital.
Facebook: http://www.facebook.com/marcelinoitapiunanews