Justifacação do Inocente


Fazei-me justiça, Senhor, pois tenho andado retamente e confiando em vós, não vacilei.
Sondai-me, Senhor, e provai-me; escutai meus rins e meu coração.
Tenho sempre diante dos olhos vossa bondade, e caminho na vossa verdade.
Entre os homens iníquos não me assento, nem me associo aos trapaceiros.
Detesto a companhia dos mal feitores, com os ímpios não me junto.
Na inocência lavo as minhas mãos, e conservo-me junto de vosso altar, senhor, para publicamente anunciar vossos louvores, e proclamar todas as vossas maravilhas.
Senhor, amo a habitação de vossa casa, e tabernáculo onde reside a vossa glória.
Não leveis a minha alma com a dos pecadores, nem me tireis a vida com a dos sanguinários, Cujas mãos são criminosas, e cuja destra está cheia de SUBORNOS.
Eu, porém, procedo com RETIDÃO.
Livrai-me e sede-me propício.
Meu pé está firme no CAMINHO RETO; nas assembléias, bendirei ao Senhor.

Blíblia Ave-Maria, Salmo 25.

Editor Chefe Marcelino Martins

Graduando do Curso de Marketing e pós-graduando no curso de Gestão Estratégica em Marketing Digital.
Facebook: http://www.facebook.com/marcelinoitapiunanews