Campanha de vacinação contra Febre Aftosa começará no mês de junho.

A campanha da febre
aftosa, que geralmente
acontece em maio no
Ceará, foi adiada para
1º de junho. O
adiamento é devido ao
processo de sorologia
do Ministério da
Agricultura, Pecuária e
Abastecimento
(Mapa). Os bovinos do
Estado terão o sangue
colhido a partir de 18
de junho. O procedimento se
estenderá por 30 dias. O objetivo é
testar o sangue dos animais para a
febre aftosa. A sorologia acontece em
vários Estados do Brasil e serve de
controle da doença.
Em maio, haverá o sorteio das
propriedades. Cerca de 20 animais de
cada fazenda, entre 6 e 12 meses,
serão avaliados. Caso não haja animais
suficientes dessa faixa etária, a idade
pode se estender até os 24 meses. O
resultado sairá em 90 dias. Durante
esse período, os animais não podem
ser vendidos ou transferidos para
outra propriedade. Também não será
possível vacinar esses animais contra
a febre aftosa. O controle será feito
através de um brinco padronizado pela
Agência de Defesa Agropecuária do
Ceará (Adagri) órgão responsável pela
colheita e fiscalização no Ceará.
Caso o resultado seja positivo, o teste
será refeito, como explica o Presidente
da Adagri, Augusto Júnior : “o
segundo teste será feito porque o
exame pode ser falso positivo, uma
reação da vacinação de novembro”.

Fonte: Assessoria de Comunicação da ADAGRI.

Editor Chefe Marcelino Martins

Graduando do Curso de Marketing e pós-graduando no curso de Gestão Estratégica em Marketing Digital.
Facebook: http://www.facebook.com/marcelinoitapiunanews